fbpx
Automação Industrial
O Automação Industrial é o maior site sobre automação industrial do Brasil. Aqui te entregamos o melhor conteúdo técnico e dicas sobre automação e instrumentação.

ABB irá construir a fábrica de robótica mais avançada do mundo em Xangai

A ABB anunciou um grande investimento de 150 milhões de dólares em Xangai, na China, para construir a fábrica de robótica mais avançada do mundo até o momento – um centro de ponta onde robôs fabricam novos robôs.

O novo centro de fabricação Kangqiao, próximo ao amplo campus de robótica da China, combinará as tecnologias digitais conectadas da empresa, incluindo as soluções do ABB Ability, robótica colaborativa e pesquisa de inteligência artificial para criar a “fábrica do futuro” mais sofisticada e ecologicamente sustentável.

Espera-se que comece a operar até o final de 2020.

O anúncio é um marco significativo para a ABB como fabricante de robótica na China, além de um investimento de crescimento global representativo para a empresa no maior mercado de robótica do mundo.

Em 2017, um em cada três robôs vendidos no mundo foi para a China, que comprou quase 138 mil unidades.

Atualmente a ABB emprega aproximadamente 5 mil pessoas em Xangai. O ramo de robótica da empresa na China emprega mais de 2 mil engenheiros, especialistas em tecnologia e líderes operacionais em 20 localidades em todo o país.

A ABB e o governo municipal de Xangai também assinaram um acordo abrangente de colaboração estratégica com foco no apoio à indústria, energia, transporte e infraestrutura na região, e para apoiar a iniciativa de manufatura “Made in Shanghai”.

O acordo foi assinado pelo prefeito de Xangai, Ying Yong, e pelo CEO da companhia, Ulrich Spiesshofer. “O compromisso da China em transformar sua produção é uma lanterna para o resto do mundo”, disse Spiesshofer.

Uma fábrica digital para o futuro

A nova fábrica de Xangai contará com várias soluções de aprendizado de máquina, digitais e colaborativas para torná-la a fábrica mais avançada, automatizada e flexível da indústria de robótica.

Um centro de pesquisa e desenvolvimento no local ajudará a acelerar inovações em inteligência artificial.

Com o uso de uma nova abordagem de design global anunciada pela ABB no início deste ano, a fábrica poderá aumentar tanto a amplitude (tipo de robô) quanto a profundidade (variantes de cada tipo) de robôs que podem ser fabricados no local, permitindo maior e mais rápida personalização para atender às necessidades dos clientes.

“O conceito por trás dessa fábrica é o mesmo conselho que damos aos nossos clientes todos os dias: investir em soluções de automação que proporcionam flexibilidade e agilidade para crescer em qualquer direção que o mercado siga”, disse Sami Atiya, presidente da divisão de Robotics & Motion.

Design otimizado para espaço de produção

A nova fábrica terá uma planta baixa inovadora e flexível, baseada em ilhas interligadas de automação, em vez de linhas de montagem fixas.

As soluções de automação logística da ABB serão usadas em toda a fábrica, incluindo veículos operados automaticamente, que podem acompanhar robôs de forma autônoma enquanto se movem pela produção, fornecendo a eles peças de estações localizadas.

Isso permitirá a produção se adaptar e dimensionar de maneira adequada às mudanças no mercado de robôs da China, sem a necessidade de expansões de capacidade adicionais.

Per Vegard Nerseth, diretor administrativo de negócios de robótica da ABB, disse: “Há uma grande mudança em relação a olhar para o tamanho da fábrica e os investimentos em CAPEX, como forma de atender à demanda futura. O conceito por trás da nossa nova fábrica é fazer uso mais inteligente e flexível de cada metro disponível na produção. É proveniente da combinação de soluções ágeis de automação com as excelentes competências do nosso pessoal”.

Para ajudar na mudança para a customização em massa na fabricação e garantir altos níveis de produtividade e flexibilidade, a nova fábrica de Xangai fará amplo uso do software SafeMove2 da ABB, que permite que pessoas e robôs trabalhem com segurança, próximos uns dos outros.

Além disso, os robôs YuMi da ABB permitirão uma colaboração próxima em muitas das tarefas de montagem de peças pequenas, necessárias para fabricar um robô da companhia.

A empresa ajudou a introduzir muitos “primeiros” na produção local, incluindo: as primeiras prensas automotivas da China; linhas de soldagem e pintura; primeira linha de montagem para telefones celulares; e a primeira linha de prensas automatizada para produtos da linha branca.

A nova fábrica de Xangai se tornará parte essencial do sistema mundial de fornecimento de robôs da ABB em conjunto com a fábrica recém-atualizada da empresa, em Västerås, na Suécia, e da fábrica em Auburn Hills, Michigan, onde a companhia continua sendo a única empresa global fornecedora de robôs, com produção nos EUA.

1 comentário
  1. LUIZ CARLOS MIOTELLO Diz

    Fico me perguntando, o que levou a ABB a montar esta fábrica, na China?
    Por ser uma fábrica altamente automatizada, não foi pelo baixo custo da mão de obra.
    Por ser um produto de alto valor e estar perto dos consumidores, sem impostos de importação, menor custo de transporte, pode ser.
    Mas nunca consegui entender, por que o Brasil já importou LÁPIS da China. Se alguém souber, me informe.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.