Conheça tudo sobre automação industrial através dos melhores artigos técnicos, apostilas e tutoriais online. Encontre vagas em automação industrial.

Siemens PLM registra crescimento no segmento automotivo com Indústria 4.0

Em meio à crise, empresas do setor automotivo tem apresentado baixo desenvolvimento. Em 2016, o ramo encolheu cerca de 20,2%. Na contramão a esse cenário, a Siemens PLM tem ganhado impulso a se destacar na Indústria 4.0. No mesmo período, a empresa apresentou um aumento de 7% na América do Sul.

As expectativas são ainda maiores para esse ano. Segundo a empresa, a estimativa de alta para 2017 é de 15%. A companhia prevê que o maior incentivo para a expansão seja dos setores de máquinas e equipamentos.

Siemens PLM registra crescimento com Indústria 4.0

Isso ocorre em virtude da implementação da Indústria 4.0 em novas fábricas e o avanço em outras unidades. A Siemens PLM está disponível em diversas etapas da produção automotiva. Desde a manufatura, quanto soluções de engenharia e desenvolvimento.

Cerca de 35% das receitas da empresa provém do setor automotivo. A Siemens PLM fornece seus produtos para montadoras e empresas de autopeças dos primeiros níveis de fornecimento. A empresa é pioneira na implementação de internet, automação e dados em nuvens nas fábricas de veículos. Mesmo com o cenário de fragilidade econômica, o mercado tem aumentado consideravelmente.

Atuante no Brasil há mais de quatro anos neste segmento, a empresa oferece soluções de Indústria 4.0. A companhia desenvolveu-se aos poucos. Surgiu em uma época em que vender localmente as tecnologias possuíam um custo muito alto e desafiador. Hoje, as soluções são implementadas em diferentes níveis.

Os benefícios da Indústria 4.0 no setor automotivo

Não somente no Brasil, mas em todo o mundo a Indústria 4.0 tem ganhado espaço. As vendas nessa área saltaram de €160 bilhões em 2013 para estimativa de €195 bilhões em 2018.

Com esse novo modelo, as máquinas e sensores de sistemas complexos são capazes de se comunicar entre si e compartilhar informações. Essa ação permitirá com que as produções tornem-se cada vez mais eficientes e também proporcionará uma flexibilidade para que as companhias se atualizem aos novos requisitos de mercado.

A fusão das tecnologias de telecomunicações, fabricação e informação tende a tornar unidades de produção autônomas. Está em surgimento as chamadas fábricas do futuro: cenário em que as máquinas vão se organizar automaticamente otimizando a produção. Devido, aos inúmeros benefícios que essa tecnologia apresenta, é um modelo de mercado cada vez mais em expansão.