Conheça tudo sobre automação industrial através dos melhores artigos técnicos, apostilas e tutoriais online. Encontre vagas em automação industrial.

O que faz um Engenheiro Mecatrônico e quanto ganha?

Uma das maiores preocupações no momento de escolher um curso é saber como atua um profissional da área e qual a rentabilidade que pode ser gerada seguindo determinada profissão. Isso não é diferente para quem deseja conhecer o que faz um engenheiro mecatrônico.

Muitas pessoas têm interesse em cursar engenharia mecatrônica, mas essas dúvidas sempre causam uma certa indecisão.

Por isso, vamos explicar para você tudo que precisa saber a respeito!

O que faz um Engenheiro Mecatrônico?

O engenheiro mecatrônico além da criação e aplicação de projetos de automação industrial também é capaz de operar, construir e dar manutenção nos mais variados tipos de máquinas e equipamentos.

Ele pode atuar nos mais diversos tipos de indústria, como por exemplo, empresas de engenharia, indústrias metal-mecânicas, empresas de consultoria na área da indústria, gerenciar e controlar processos produtivos, células flexíveis de manufatura, instituições de ensino na área de engenharia, atuando como professor e também se tornar gerente industrial.

Quanto ganha um Engenheiro Mecatrônico?

Antes de falar a média salarial dos engenheiros mecatrônicos, precisamos entender os níveis profissionais dentro da área. Se separarmos por anos de experiência, teremos os seguintes níveis:

  • Trainee: Média de 2 anos de experiência
  • Junior: Média de 2 a 4 anos de experiência
  • Pleno: Média de 4 a 6 anos de experiência
  • Sênior: Média de 6 a 8 anos de experiência
  • Master: Quem possui mais de 8 anos de experiência

Outro ponto a ser levado em consideração é o porte da empresa, o salário pode variar de acordo com o tamanho da empresa, pois uma empresa de pequeno porte não têm o mesmo piso salarial que uma de grande porte.

Sabendo os níveis profissionais e o porte da empresa, temos finalmente a média salarial:

  • Treinee: Entre R$ 2856.78 e R$ 4827.96
  • Junior: Entre R$ 3570.98 e R$ 6034.95
  • Pleno: Entre R$ 4463.72 e R$ 7543.69
  • Sênior: Entre R$ 5579.65 e R$ 9429.61
  • Master: Entre R$ 6974.56 e R$ 11787.01

Fonte: Site Nacional de Empregos

Em uma pesquisa feita pela Robert Half para a Revista Exame também mostrou que cargos de alta gerência desempenhados por engenheiros, como diretor de engenharia ou diretor de logística (supply chain) chegam a ultrapassar os 60 salários mínimos.

O que você vai estudar na faculdade para se tornar um Engenheiro Mecatrônico?

Grandes empresas costumam se aproximar de universidades em busca de possíveis talentos, recrutando-os para estágios. Pois o engenheiro mecatrônico é uma pessoa importante em uma ou mais áreas de plantas industriais, cuidando do planejamento técnico de seu setor, da execução dos projetos e das manutenções preventivas e preditivas.

No curso você aprenderá como atuar em diversos ramos dos setores produtivos, se tornando capaz de desenvolver projetos de automatização de processos industriais e adquirindo uma habilidade com cálculos e poder de decidir com mais coerência e objetividade.

As principais matérias estudadas no curso são:

  • Cálculo
  • Ciência dos Materiais
  • Cinemática
  • Circuitos Fluido-Mecânicos
  • Controle e Automação de Sistemas
  • Desenho Técnico
  • Dinâmica dos Sólidos
  • Eletricidade Básica
  • Eletrônica
  • Engenharia Auxiliada por Computador
  • Engenharia Mecatrônica
  • Equações Diferenciais
  • Estática
  • Estatística
  • Fabricação Mecânica
  • Fenômenos de Transporte
  • Fundamentos de Circuitos Elétricos
  • Fundamentos de Termodinâmica
  • Instrumentação
  • Mecânica da Partícula
  • Mecânica dos Fluidos
  • Microprocessadores e Microcontroladores
  • Processos de Fabricação
  • Programação de Computadores
  • Qualidade
  • Química
  • Resistência dos Materiais
  • Robótica
  • Sistemas Microcontrolados
  • Teoria de Controle
  • Termodinâmica

Se trata de um curso que exige muita dedicação e um conhecimento profundo de matemática, física e computação. A Mecatrônica concilia conhecimentos da Engenharia Mecânica e Eletrônica, por isso é considerada uma espécie de “futuro das engenharias”.

O mais interessante de tudo é que se trata de uma área voltada à inovação tecnológica, o estudante deve, portanto, manter constante atualização e atenção às novidades que surgem em tecnologia no Brasil e no exterior.

Carreira e mercado de trabalho para o Engenheiro Mecatrônico

Agora que você já sabe qual é a média salarial e como é o curso universitário para se tornar um um engenheiro mecatrônico, vamos falar sobre o mercado de trabalho para esses profissionais.

O Brasil, além de possuir uma das maiores indústrias automobilísticas do mundo, também é sede da Zona Franca de Manaus, um polo de mais de 720 indústrias atuantes em áreas como a de eletrodomésticos, motocicletas e informática.

O país possui também a Petrobrás (ainda se recuperando de uma crise institucional), grandes usinas hidrelétricas, indústrias siderúrgicas, farmacêuticas, etc. Tornando-se assim um país muito interessante para engenheiros mecatrônicos.

E se desejar seguir carreira pública, existe uma variedade concursos para engenheiros mecatrônicos. A maioria deles oferecem oportunidade de vagas nas universidades federais e prefeituras pelo interior do país em cargos de docência e supervisão técnica.

Apesar dos ganhos iniciais serem um pouco abaixo da média paga pela indústria, pode haver compensação com gratificações, abonos e estabilidade profissional.

O IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) realizou um estudo que prevê para o ano de 2020 uma carência de profissionais qualificados na área. Isso não significa que não terão engenheiros formados o suficiente para suprir o setor, mas que faltará profissionais de qualidade.

Existem muitas oportunidades e o mercado de trabalho, além de amplo, necessita desses profissionais. Com o pouco investimento realizado na formação para Engenharia Mecatrônica, ainda é baixo a quantidade de pessoas com experiência e capacidade para assumir cargos como os de gerência. As empresas carecem de líderes para conduzir seus projetos de engenharia.

Com a inserção tecnológica nos processos de produção do futuro, podemos afirmar que o engenheiro mecatrônico será um dos profissionais mais visados nos próximos anos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

2 Comentários
  1. Raphael Diz

    1. Se o mercado não der chance para os recém formados, nunca terão experiência e consequentemente maior qualidade de mão de obra.
    2. Para ser trainee não deveria exigir experiência , já que por sua vez a pessoa está iniciando carreira.
    3. Essa pesquisa fala um pouco da verdade, só não esqueça de falar que abrem no máximo 8 vagas atualmente em todo Brasil o ano todo.
    4. O investimento da indústria e muito pequeno atualmente, uma grande comparação é a quantidade de vagas da Rockwell nos EUA e no Brasil. Nos EUA ,233 e no Brasil 7.
    5. Não falta engenheiros qualificados.

  2. Raphael Diz

    O Brasil onde até ser um país interessante para Mecatrônicos, mas não adianta nada se o investimento é minúsculo