Conheça tudo sobre automação industrial através dos melhores artigos técnicos, apostilas e tutoriais online. Encontre vagas em automação industrial.

Lean Manufacturing na Prática

Olá pessoal, fiquei um tempo sem publicar mas estou de volta. Nesse artigo, vou falar de um assunto que vem ganhando espaço grande na gestão da produção que o uso das práticas de Lean Manufacturing. As indústrias vivem uma árdua corrida em busca da eficiência onde é preciso gerar e atender uma demanda por um produto no mercado, aperfeiçoar ao máximo seus controles de processos para reduzir erros, custos e riscos e maximizar a produtividade e, consequentemente, a lucratividade, ufa, quase não consigo terminar o parágrafo.

Lean Manufacturing na Prática

Não apenas a concorrência entre as indústrias, mas o aumento nas exigências do mercado de consumo, tanto por qualidade quanto no atendimento de prazos, levam as indústrias a buscar soluções e metodologias que as tornem mais eficientes. Entre elas, o mais conhecido e bem sucedido modelo é o Lean Manufacturing, ou Manufatura Enxuta (tradução um pouco forçada para o português, mas é assim que o pessoal tem feito).

Uma breve história do Lean Manufacturing

Na segunda década do século XX, o modelo de produção em linha, criado por Henry Ford, funcionava muito bem, porém apenas para fabricação de produtos praticamente iguais. Quando o mercado passou a demandar variedades de produtos, com especificações diferentes, o modelo passou a não atender tão bem. Isso levou as indústrias a regredir no modelo de fabricação para produzir diferentes modelos de produtos, o que voltou a lotar o chão de fábrica com máquinas, aumentar o tempo de produção e o estoque. Em 1930, os executivos da Toyota analisaram essa situação e criaram um modelo que atendesse, tanto o fluxo de processos (que otimiza a produção), quanto a diversificação na produção (que atende a demanda do mercado). Aí nasceu o Sistema Toyota de Produção – Lean Manufacturing.

O foco do Lean Manufacturing é a redução de desperdícios para que a indústria opere enxuta (desculpas pela tradução) e, deste modo, aumente a qualidade e reduza tempo e custo, de modo a atender melhor as demandas e incrementar a rentabilidade. Além desses benefícios diretos, listamos abaixo mais uma série de benefícios adicionais obtidos pelas indústrias que utilizam Lean Manufacturing na prática:

  • Maior organização no local de trabalho: Com os processos melhores alinhados e com menos recursos em produção, o chão de fábrica torna-se mais organizado e limpo;
  • Redução de área/espaço físico: A organização resulta em um melhor aproveitamento do espaço, e o lean ainda contribui para redução nos estoques e inventários;
  • Aumento da produtividade: O melhor aproveitamento de recursos que são transformados em produto final resulta em redução de retoques e retrabalhos, o que contribui significativamente para a produtividade de operadores e máquinas;
  • Adequação dos recursos à demanda: A indústria que opera com excesso de capacidade é impactada por ociosidade e maiores custos com processos logísticos. Com lean, ela elimina excessos e desperdícios;
  • Redução do tempo do processo produtivo: A manufatura enxuta utiliza menos recursos e processa menos materiais ao mesmo tempo, o que reduz o tempo de produção de cada lote;
  • Maior envolvimento dos operadores do processo: O trabalho do operador do chão de fábrica passa a ser melhor aproveitado e mais participativo, de modo a tornar toda a mão de obra mais estratégica.

Aplicando o Lean Manufacturing

Aplicar Lean Manufacturing em uma indústria envolve muitos procedimentos e disciplina. Um dos principais fatores para funcionamento é definir, medir e analisar constantemente os KPIs (indicadores de desempenho), tanto em relatórios periódicos quanto com quadros de gestão a vista.

O Lean Manufacturing é, em resumo, um conjunto de boas práticas mas uma questão fundamental é saber como fazer (know-how) uma vez que já se sabe o que fazer.

É nesse momento que o MES entra em ação. O MES é uma tecnologia totalmente aderente ao Lean Manufacturing, pois permite que a indústria tenha indicadores de desempenho, de qualidade, tempo de parada, excesso ou falta de capacidade, desperdício de recursos, geração de refugo, entre outras informações que podem embasar o processo de análise de análise continua (kaizen). O principal recurso do MES, no caso do Lean Manufacturing, é tornar cristalina uma informação que antes era obscura ou difícil de ser mensurada na indústria, daí é possível tomar decisões de melhoria contínua sabendo o que está ocorrendo em vários pontos da produção e em tempo real.

Além de gerir a execução da produção, o MES provê informações que munem a engenharia com dados reais da produção para que o custo seja calculado na fase de projeto, e ainda os materiais e recursos necessários para atender a demanda, o que torna todo o processo melhor planejado e menos custoso.

A tecnologia é uma aliada da indústria que busca o Lean Manufacturing, e o MES é uma das principais tecnologias disponíveis nos dias de hoje.

Ebook: Lean ManufacturingSe você quer saber mais sobre Lean Manufacturing e como uma solução MES pode acelerar o processo de adoção na prática quero te convidar a ler o e-Book “Lean Manufacturing – Teoria e Prática” que você pode fazer o download gratuito acessando o link: http://www.kitemes.com.br/ebook-lean/

Até o próximo artigo!