Conheça tudo sobre automação industrial através dos melhores artigos técnicos, apostilas e tutoriais online. Encontre vagas em automação industrial.

Europa investe para se tornar um dos maiores centros de nanotecnologia do mundo

O Grupo de Líderes da Eletrônica (ELG) propôs à Comissão Europeia um plano que tem como objetivo captar 60% do mercado e duplicar o valor da produção de semicondutores no continente. O plano, proposto por líderes de onze empresas, pode ser atingido até 2024.

Europa investe em Nanotecnologia e Semicondutores

Com tal investimento, a Europa pretende aumentar um setor importante para o grupo econômico e garantir uma concorrência pesada para os países emergentes, os quais têm, recentemente, destacado-se nas áreas de energia, automação industrial e segurança.

Os dois grupos europeus que mais esperam crescer com o novo plano são aqueles que englobam os dispositivos e as redes inteligentes de energia, conhecidos pela União Europeia como “a internet das coisas” e os “mercados Smart-X”.

Segundo o release oficial, outra importância ressaltada pelo grupo com o investimento em nanotecnologia é ganhar maior visibilidade nos segmento de telefones móveis e das telecomunicações. O crescimento para tais áreas, de acordo com o projeto, é de 20% nos próximos anos.

Até o momento, foi apresentado à União Europeia apenas a análise do plano. O projeto completo, com as propostas detalhadas, deve ser entregue em meados de 2014. Dentre os segmentos do texto, o ELG ressalta o que precisa mudar no mercado europeu e onde os investimentos devem ser feitos para que as metas possam ser cumpridas.

Para a implementação do plano, a União Europeia irá liberar um valor total de 100 milhões de euros, o equivalente a 320 milhões de reais, com investimentos que devem ser direcionados aos ramos da nanoeletrônica e dos semicondutores. Além disso, mais 250 mil trabalhos devem ser criados no continente.