Conheça tudo sobre automação industrial através dos melhores artigos técnicos, apostilas e tutoriais online. Encontre vagas em automação industrial.

ARO apresenta linha de bombas pneumáticas na Fenasucro & Agrocana 2017

A ARO, fabricante de produtos de gerenciamento de fluidos e pertencente ao grupo Ingersoll Rand, participou da Fenasucro & Agrocana, 25ª Feira Internacional de Tecnologia Sucroenergética. Durante o evento, a ARO apresentou sua linha de bombas pneumáticas e de pistão, além de soluções em filtros e reguladores de ar.

Segundo a empresa, as bombas movidas à ar comprimido têm como vantagem o baixo índice de manutenção e maior durabilidade. “Extremamente versátil, a bomba traz benefícios: pode ser utilizada a seco, tem alto poder de sucção, ocupa pouquíssimo espaço e não a tem necessidade de motor elétrico, pois é movida a ar comprimido”, explica Alexandre De Ponte, gerente de vendas para a América Latina da ARO. “Além disso, essa solução poupa mão de obra nas fases de instalação e de manutenção porque funciona durante uma safra toda sem a necessidade de parada”, enfatiza.

A bomba pode ser utilizada no descarregamento de químicos, na transferência e na dosagem do tanque de estocagem e para uma gama enorme de aplicações.

Além disso, pode ser utilizada junto com outros sistemas da empresa que controlam a vazão, o tempo e a dosagem de cada produto bombeado. “O Controlador ARO auxilia na execução de todo o processo e pode bombear dois produtos distintos ao mesmo tempo, com a vazão que for necessária para cada um, com precisão na quantidade de material e com tempo total reduzido”, explica Alexandre.

Controlador ARO

A bomba pneumática possui também outras vantagens, como fácil instalação e manutenção. Isso porque uma pessoa consegue desmontar e montar a bomba sozinha. E tudo pode ser feito no próprio local. “Uma bomba pneumática, se bem dimensionada para a operação, pode passar toda a safra sem manutenção. E quando for necessária, a manutenção pode ser feita de forma rápida e sem a necessidade de envolver uma equipe”, conclui.

A Fenasucro & Agrocana também teve, pela primeira vez, um Fórum de Produtores de Agroenergia, que reuniu 500 produtores de cana, milho e beterraba açucareira, de cerca de 40 países, que discutiram temas globais como produção e processo e suas convergências e divergências.