b2b


Automação Industrial e o Novo Marketing (Parte III)

Automação Industrial e o novo Marketing (Parte III)

Segundo estudo de 2011, da Frost & Sullivan, há importantes tendências que já estão mudando o futuro da automação. São elas:

  • a eficiência energética, primordialmente relacionada com soluções que sejam sustentáveis para os clientes desse mercado;
  • tecnologia avançada no gerenciamento de ativos, relacionada a “megatendências” como computação de nuvem, segurança robótica e tecnologias móveis de comunicação, já que as empresas buscam rapidez na aquisição e fluxo de informações que sirvam para aumento de eficiência e lucratividade.
  • a geoeconomia: as economias emergentes serão responsáveis por praticamente sustentar o mercado mundial de automação – leia-se aqui as nações do BRIC, além e outras oportunidades intensamente concentradas no oriente médio, sul da Ásia e oeste da Europa.
  • Surge uma grande tendência à customização de soluções aparentemente “prontas” que as empresas de automação oferecem (customização regional, para alinhar o portfólio do produto à demanda do mercado industrial).

“Juntamente com a sustentabilidade, esses fatores influenciarão o design dos produtos, custos de projetos e capacitações em serviços de vendedores do mercado de automação industrial (…)”, afirma Muthukumar Viswanathan, diretor de automação e processos de controle da Frost & Sullivan.

Automação Industrial e o Novo Marketing - Parte 2

Automação Industrial e o novo Marketing (Parte II)

Você está precisando de um novo fornecedor de componentes eletrônicos para o seu projeto. Qual a primeira coisa que você faz? Obviamente, você procura no meio de um mar de flyers, folders, catálogos (que você foi acumulando após feiras de automação e visitas de fornecedores) qual o melhor fornecedor, certo?

Automação Industrial e o novo Marketing (Parte I)

Automação Industrial e o novo Marketing (Parte I)

Sua área é automação industrial? Bom, então você está na área de B2B. Business to Business. Você vende para, compra de, ou pelo menos lida com outras empresas, e não consumidores de varejo.

Nenhuma novidade até aí. O que talvez seja interessante você saber é que, atualmente, 86% das pessoas se dizem incrédulas com as propagandas tradicionais. É aquela história de “Wow! Esse carro deve mesmo ser bom. Vou comprar. Onde assino?”, ou ainda, chegando mais perto da nossa realidade, “Caramba, mas que sistema de automação fenomenal! É turnkey! É a solução dos meus problemas!”. Isso está se tornando cada vez mais raro, as pessoas andam realmente mais desconfiadas das estratégias publicitárias que os profissionais de marketing têm adotado.