WirelessHART


ISA100 e WirelessHART: Aplicações na Instrumentação e Controle de Processos Industriais

ISA100 e WirelessHART: Aplicações na Instrumentação e Controle de Processos Industriais

Este artigo e apresentação têm como principal objetivo demostrar de forma simplificada e rápida a utilização da tecnologia ISA100 e WirelessHART nas aplicações de instrumentação e controle de processos industriais. Este texto não tem a intenção em nenhum momento de descrever detalhes técnicos de funcionamento do protocolo e norma, muito menos de polarizar e formar opinião entre as diferenças de tecnologia, mesmo porque o usuário final é quem “manda”, portanto escolhe o que quer.

HART: Tenho uma Ferrari, mas ainda ando de Fusca!

Dentro do que tenho comentado sobre utilizar redes digitais como uma rede analógica, dessa vez gostaria de falar sobre quem tem uma tradicional rede analógica (4 – 20 mA) e não sabe ou desconhece o real potencial da sua rede, mesmo a comunicação sendo com base em um sinal de corrente. Em alguns eventos que participo, já ouvi muitas pessoas falarem que a comunicação HART é algo totalmente obsoleto, que não faz sentido hoje em dia utilizar ou criar novos projetos com o tradicional 4 – 20 mA com sinal e instrumentos HART no campo!

Figura 01 - Instalação de baixo custo

10 Motivos para aplicar a tecnologia Wireless

Muito se fala sobre as vantagens da tecnologia wireless, mas nem sempre elas são claras para os usuários das tecnologias convencionais ao ponto de convencer migrar para o mundo sem fio. Este artigo tem como objetivo exemplificar as principais vantagens em se utilizar instrumentação wireless e dessa forma convencer que o wireless pode ser a melhor opção em vários tipos de aplicações na indústria.

Imagem 2 - Dados são encriptografados para segurança da informação

Instrumentação WirelessHART: Segurança dos dados e coexistência com outros protocolos sem fios na indústria

Existem diferentes protocolos de comunicação wireless que tem como principal aplicação a utilização na industrias nos instrumentos de processo , alguns padrões de comunicação são fechados de determinados fabricantes, esse tipo de protocolo fechado hoje em dia não é vantajoso para seus clientes.  Na maior parte das aplicações são utilizados protocolos abertos, onde o cliente não fica amarrado a um determinado fabricante e com isso tem liberdade e opções em novas aplicações, além de existir fundações para o desenvolvimento desses protocolos.

O Protocolo WirelessHART (Parte 4)

Olá amigos do blog Automação Industrial, agora que todos já tem uma noção sobre a tecnologia WirelessHART, vamos falar sobre as boas práticas de instalação. Esse é um ponto primordial para que a rede industrial funcione redondinha, sem contratempos.  É nesse ponto, onde são cometidos os piores erros por falta de conhecimento sobre a tecnologia e torna a expectativa, de melhorias no processo, negativa. Uma dica é estudar, fazer treinamentos para que se possa adquirir amadurecimento sobre a tecnologia WirelessHART.

O Protocolo WirelessHART (Parte 3)

Olá amigos do blog Automação Industrial. Depois de falarmos sobre a arquitetura do WirelessHART no segundo artigo, desta vez vamos aprender um pouco sobre comissionamento, aplicações e algumas considerações importantes sobre o protocolo.

O Protocolo WirelessHART (Parte 2)

Oi amigos do blog Automação Industrial. Estou de volta! Conforme mencionei no primeiro artigo, vamos dar continuidade e aprender um pouco mais sobre wireless, e dessa vez sobre a Arquitetura do WirelessHART™.

O Protocolo PROFIBUS (Parte I)

O Protocolo WirelessHART (Parte 1)

Hello amigos do blog Automação Industrial, é um imenso prazer estar aqui! Vamos falar um pouco sobre os protocolos wireless para redes industriais. Tentar trocar conhecimento a respeito, pois esse é o assunto do momento e ainda há muito o que aprendermos. No artigo de hoje, falaremos um pouco mais sobre o WirelessHART™.