O Profissional de TI e a Automação Industrial

Olá colegas do Automação industrial. Hoje irei falar sobre uma dúvida comum entre os recém graduados em áreas que envolvam computação, como por exemplo, Ciências da Computação, Engenharia de Computação, Engenharia Mecatrônica, Engenharia de Sistemas, Processamento de Dados, Tecnologia da informação, etc. Mas vem cá, qual é  essa dúvida?

A dúvida é a seguinte: “Me formei … e agora? Desejo trabalhar com automação industrial, mas onde eu posso atuar?”. Pois bem, este artigo tem por objetivo, citar exemplos aos quais esse tipo de profissional pode se encaixar.

Como foi mencionado no artigo “O que são Sistemas Supervisórios?”, nos meados das décadas de 70 e 80, o computador se tornou uma peça chave nos diversos setores industriais. Sendo assim, surgiram inúmeros campos de atuação para profissionais desta área e que, conforme a tecnologia vai avançando, vão surgindo novos dispositivos com recursos eletrônicos e computacionais mais refinados. Mas onde um profissional que entenda de computação pode atuar na automação industrial?

O Profissional de TI e a Automação Industrial - Computador

Figura 1 – O computador na automação industrial.

Pode-se citar como exemplos, os seguintes campos de atuação:

  • Desenvolvedor de sistemas: O profissional que exerce esta função, desenvolve software para computadores que utilizam Windows ou Linux como sistema operacional. As linguagens de programação mais utilizadas são: Java, C#, C++, VB.net, Delphi, dentre outras. Como exemplo, temos os sistemas supervisórios, sistemas de gestão (ERP), sistemas configuradores de redes industriais (protocolos Fieldbus, Profibus, HART, Modbus, etc.).

  • Administrador de Banco de Dados: O profissional que exerce esta atividade, é responsável por projetar, gerenciar e garantir segurança de bancos de dados que são utilizados pelos softwares ou aplicações Web ligados à rede de automação ou à rede corporativa da empresa. O administrador de banco de dados é conhecido como DBA (database administrator). Quando vocês ouvirem alguém dizendo: “Aquele cara ali é o DBA da empresa”, já tenham em mente que ele entende muito de banco de dados. Os bancos de dados mais conhecidos, são o Oracle, Microsoft SQL Server,  MySQL e Firebird. Novamente tomando como exemplo um sistema supervisório, é essencial que o banco de dados que guarda as informações da planta industrial e é utilizado pelo sistema, seja bem projetado.

  • Administrador de Redes Computacionais: O profissional que exerce este cargo, é responsável por administrar o acesso dos usuários à rede, configurar permissões nas máquinas dos usuários através de servidores de domínio, configurar servidores de e-mail e acesso à Internet, realizar backups dos dados (arquivos) da rede, garantir a segurança da rede, dentre outras atividades. Este profissional também é conhecido como o cara da TI.

  • Desenvolvedor Web ou Mobile: Como a utilização de smartphones e tablets está em alta, este é o “tchan” do momento. Já imaginou desenvolver uma aplicação que envia para o usuário, dados da planta industrial como por exemplo, um status de falha (alarme) e ele receber isto via SMS ou e-mail em seu smartphone? Sim, isto é possível e já é uma realidade à um bom tempo. O profissional dessa área, conhece o   Android, Windows Mobile ou iOS (sistemas operacionais mais comuns dos smartphones) e sabe desenvolver aplicativos utilizando as linguagens Java, JavaScript, Python, e Objective C.

  • Desenvolvedor Baixo Nível:  Basicamente, o profissional que exerce esta função, deve entender eletrônica e circuitos lógicos, endereçamento e gerenciamento de memória de um dispositivo específico. Sua tarefa é fazer com que o software instalado no sistema operacional consiga “conversar” com o dispositivo. Este é objetivo para se desenvolver um driver. Por exemplo, para imprimir uma página em uma impressora, é necessário que o software utilizado pela impressora interaja com o driver instalado, para que o comando imprimir seja executado. Os drivers geralmente são desenvolvidos utilizando-se as linguagens ANSI C, C e C++ (linguagens que fornecem acesso de baixo nível à memória e baixos requerimentos do dispositivo).

Bom pessoal,  basicamente é isto. Espero que o artigo tenha sido útil. Uma coisa é certa: Você que está se graduando e gosta de coisas relacionadas à computadores, dispositivos móveis e desenvolvimento, a área de automação industrial é um dos lugares que você pode se aventurar e se profissionalizar.

Lembrando que existem ainda, outros campos de atuação profissional além dos que eu citei, como por exemplo, a área de robótica, desenho de placas eletrônicas, testes para software, etc. e cabe a você analisar qual campo de atuação você mais se identifica. Um abraço.

Engenheiro eletricista, formado pela Universidade Federal de Itajubá. Atua à 9 anos como desenvolvedor de sistemas na área de automação industrial.

23 Comentários em O Profissional de TI e a Automação Industrial

  1. O Mercado está bom hein… sou formado em Tecnologia da Informação e Técnico em Mecatrônica e iniciando os estudos em Engenharia da Computação …

  2. Uálace Farias disse:

    Muito bom!

  3. Kaique disse:

    Boas dicas!

  4. Celso de Souza Porto disse:

    Muito bom Anderson, quem está necessitando urgentemente de uma orientação sobre o mercado de trabalho e está sintonizado com vocês, com certeza terá sua auto estima profissional melhorada. Nós somos a redenção deste País que quer ser grande e precisa dos seus profissionais: Técnicos e Engenheiros, Parabéns!

    • Anderson Mott disse:

      Olá Celso, obrigado por seu comentário. Realmente, o jovem de hoje em dia não tem muita informação sobre campos de atuação em que ele pode exercer a profissão escolhida. Eu passei por isso quando me formei em 2002. Agora, com quase dez anos de experiência na área, pude compartilhar um pouquinho do que vivencio, citando alguns exemplos. Continue acompanhando o Automação Industrial e compartilhe sua opinião.

  5. Antonio Novais Santana disse:

    Prez. Eng. Anderson Mott, parabens pelo excelente artigo publicado, e sua riqueza nos esclarecimentos,
    Antonio Novais Santana
    Projetista,Consultor tecnico
    AN Projetos e Consultoria Ltda
    Areas de atuaçao;Automaçao,Instrumentaçao e controle de processos

  6. Olá Anderson,
    Fico muito feliz em ver um colega da Unifei contribuindo desta forma para o mercado de automação industrial. Quando me formei ainda era EFEI, lá se vão mais de 25 anos. Hoje sou sócio da Kite que desenvolveu o Kite MES (Manufacturing Execution System) e quero convidá-lo a ler nosso blog http://www.kitemes.com.br/blog mais sobre a tecnologia MES. Se possível, gostaria também de convidá-lo a publicar em nosso blog.
    Abraços e parabéns.

    Caique Cardoso
    Diretor Industrial
    Kite MES

    • Anderson Mott disse:

      Prezado Caique,
      Obrigado por seu comentário.
      Com relação à EFEI, eu sou da última turma antes de virar UNIFEI.
      Agradeço o convite para conhecer o blog da KITE e irei visitá-lo em breve.
      A universidade é o alicerce, mas é nossa força de vontade que constrói o presente.
      Parabéns por suas conquistas profissionais.
      Não deixe de acompanhar o Automação Industrial.
      Um abraço.

      • Jeferson disse:

        Maravilhoso, farei facul de ciências da computação e adorei esse artigo, gosto de robótica, tecnologia e inovação, Fico ligado todo santo dia em sites de tecnologias… Ta certo que tem muita matemática, porém, 3 anos depois que terminei o ensino médio em 2009 achei minha área \o/. Hoje com 22 anos, farei técnico em informática e depois em automação industrial. Parar de pensar um pouco em facul ( por enquanto) . ( vi no youtube curso de arduino, gostei muuito!). Muito bom!!!!

  7. Thiago disse:

    Ola, ja que esta no mercado talvez possa me ajudar. Esse ano devo me formar em engenharia da computação porem estou um pouco perdido, trabalhei 2 anos com desenvolvimento web mas não gostei muito. Queria trabalhar com algo mais baixo nivel ou mesmo com projetos de automação, o que voce me recomendaria algum curso de especialização ? Devo procurar algum emprego na area ? Qualquer direcionamento que voce puder me dar eu agradeço.

  8. Sou formado como Programador Java e recentemente fui aprovado no curso de Automação Industrial… Gostaria de detalhes de em que ramo com esses cursos eu posso atuar especificadamente com esses dois cursos. Em que cargos eu posso exercer minhas atividades e aplicar meus conhecimentos?

  9. David Alves disse:

    Primeiramente parabenizá-lo pelo site, muito bem esclarecido.
    Olá Anderson, sou formado em Tecnólogo em Automação Industrial, estou participando de um concurso público, onde o cargo é: analista de suporte, que pede como documentos comprobatórios, curso superior em: TI, Ciencia da computação e Gestão de redes. Porém, fui me informar com a organização do concurso público e me informaram que que mesmo não sendo o título, o mesmo, porém a grade do curso é composta por essas disciplinas, sendo assim, isso pode realmente acontecer? Um curso ser equivalente a outro devido a sua grade de disciplinas?
    Desde já, muito grato.

  10. Parabens pelas dicas , muito valiosas.

    eu fis financeira e estou atualmente fazendo pos MBA marketing …
    haha mas nunca trabalhei nessas areas especifica e nem sei se gostaria

    tenho grande conhecimento em redes, entendo e gosto de computadores e programação tem bastantinhas coisas que sei fazer… mas trabalho mesmo com sistema cftv, segurança eletronica onde o cliente mesmo tem acesso as informações.
    achei muito bacana a ideia de Automação industrial

    estou pensando em fazer uma faculdade em tecnologia em automação, mas tenho muitas duvidas sobre sera que é isso mesmo ou nao haha, tenho 21 anos e se eu fizer uma facul agora que nao seja pra seguir carreira nao vale a pena . mas gosto muito da ideia da automação.
    qual sua opinião?

    obrigado

  11. Joabe disse:

    Primeiro agradeço pelas experiencias repassada a nós, apenas gostaria de tirar mais uma duvida, hoje sou formado em ciência da computação tenho 2 anos atuando como suporte a usuários. É legal realizar um curso técnico em automação industrial e unificar os dois cursos juntos? Qual a vantagem a longo prazo? Ou qual caminho devo tomar. Obrigado

  12. Manoel Matias disse:

    Olá Anderson, sou acadêmico de Sistemas de Informação e também faço Curso de Técnico em Redes de Computadores, desejo trabalhar com Automação Industrial devido a minha região (Nordeste) ter muitas e interessantes oportunidades no Agronegócio. Pode me dar umas dicas? Tipo… após formado quais atitudes poderão me ajudar a alcançar este objetivo? Qual caminho seria interessante seguir? De já agradeço, ótimo artigo. Abraços.

  13. Olá!
    Sou formando em Sistemas e técnico em automação industrial, atuo na área de automação industrial e mecatrônica mais de 6 anos. Podemos ir muito mais além do que supervisórios, podemos desenvolver aplicações complexas integrando equipamentos de automação, roboticia, visão computacional e diversas tecnologias que um engenheiro de automação não possui todo o know-how.
    Caso necessitem de informações, podem me contactar. Acessem meu site.

Deixe seu comentário...