Cursos técnicos é a opção de apenas 6% dos jovens no Brasil

Uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou que 90% dos brasileiros acreditam que fazer um curso técnico profissionalizante traz mais oportunidades de emprego. Porém, segundo a mesma pesquisa, apenas 6% dos jovens no país optam por tal escolha.

Jovens ainda não escolhem Cursos Técnicos como opção

Segundo o responsável pela pesquisa, isso acontece porque o jovem brasileiro enxerga a universidade como a única maneira de se profissionalizar e, por isso, não segue o caminho dos cursos técnicos. Além disso, aqueles que não têm perspectivas de chegar a uma faculdade acabam abandonando os estudos no ensino médio.

Os cursos técnicos variam nas mais diversas áreas, como: automação industrial, turismo, eletrônica, administração, informática, transporte, entre outros. Os estudos duram em média dois anos e são, geralmente, cursados junto com o ensino médio. Entretanto, apenas metade daqueles que fazem o curso técnico também estão matriculados no ensino médio, segundo a pesquisa da CNI.

O principal objetivo dos cursos técnicos é simular o mercado de trabalho e dar experiência prática aos alunos, para que eles fiquem preparados para enfrentar os desafios de um emprego. Segundo alguns estudantes, tais cursos oferecem uma especialização mais precisa no campo de trabalho do que a própria faculdade. No caso de especialistas em automação industrial, por exemplo, aqueles que têm a formação por uma universidade podem encontrar maiores dificuldades na hora de lidar na prática com controles e comandos. Já os que fazem o curso técnico, como o técnico em automação industrial, têm muito mais experiência prática com tal atividade e podem aplicar o que foi aprendido no laboratório da aula diretamente no trabalho.

Para especialistas, contudo, ainda há muito que melhorar nos cursos técnicos brasileiros. Há a necessidade de criar mais aulas noturnas para aqueles que trabalham ou estudam no período diurno, de aumentar o salário dos professores e de, principalmente, acabar com o mito de que um curso com nível de ensino médio tem menor qualidade do que um curso universitário.

Vocês acham que o resultado desta pesquisa está correto? Um curso técnico, em determinados casos, pode ser melhor do que uma universidade? Deixem suas opiniões nos comentários.

Fonte da imagem: Agência FIEP